Intolerância à lactose e alergia às proteínas do leite: Qual a diferença? – Evidence

Disque Evidence0800 280 4600

Cuidados com a saúde

Intolerância à lactose e alergia às proteínas do leite: Qual a diferença?

Publicado em: 25/01/2019
Intolerância à lactose e alergia às proteínas do leite: Qual a diferença?

Você sabe a diferença entre intolerância à lactose e alergia às proteínas do leite? Saiba como identificar os distúrbios e pense em soluções para substituir os nutrientes da bebida.

O leite é uma das maiores fontes de cálcio já conhecidas, além de ser uma bebida amplamente consumida entre as pessoas. Entretanto, há quem sofra de alguma alergia (APLV) ou intolerância à lactose (açúcar natural encontrado na composição), e que precisam evitar ao máximo o consumo do próprio leite e também de seus derivados (iogurtes, queijos etc). Por isso, é importante saber identificar qual é o distúrbio e pensar em alternativas com o seu médico para substituí-lo de forma saudável e nutritiva.

 

Intolerância e alergia ao leite são a mesma coisa?

 

Não. A diferença mais importante entre a alergia alimentar e a intolerância é que a alergia é uma reação desencadeada pelo sistema imunológico que pode ter ou não a participação de um anticorpo chamado IgE. As principais alterações podem envolver a pele, o aparelho gastrointestinal e o sistema respiratório. A intolerância é uma rejeição mais complexa, devido à ausência de enzimas específicas – que no caso do leite é a lactase -, incapacitando o corpo de absorver melhor a lactose.

 

No tocante à alergia à proteína do leite de vaca, especialistas recomendam que sejam excluídos todos os tipos de alimentos que a contenham, incluindo os derivados do leite. É importante lembrar que tal restrição deve ser acompanhada por um nutricionista, visto que o leite é fonte de nutrientes essenciais para o bem-estar e para a saúde do organismo.

 

Em relação à intolerância à lactose, a recomendação pode variar de acordo com o grau da mesma, que também deve ser definido e acompanhado por um profissional. Geralmente, é feita a exclusão dos laticínios, e posteriormente esses alimentos são repostos aos poucos, começando pelos produtos isentos de lactose.

 

Anotou as diferenças? Aproveite e conte também com a Lactase Evidence para o seu tratamento, lembrando é claro, de consultar o seu médico antes.

 

Fonte: Blog Conquiste Sua Vida

Compartilhar

Notícias Relacionadas

TendoFit: benefícios e indicações

TendoFit: benefícios e indicações

Grupo Evidence em parceria com a Sociedade Francesa de Nanomedicina levou um seleto grupo de médicos a Paris.

Grupo Evidence em parceria com a Sociedade Francesa de Nanomedicina levou um seleto grupo de médicos a Paris.

DHEA MANIPULADO: Como funciona e quem pode tomar?

DHEA MANIPULADO: Como funciona e quem pode tomar?

Deixe uma resposta

Nossas lojas

São Paulo: Av. Onze de Junho, 134 – Vila Mariana – Fone: 11 5906–4040
Matriz: Rua Padre Valdevino, 1905 – Aldeota – Fonte: 85 3462–6565
Harmony: Av. Dom Luiz, 1233 – Loja 01 – Meireles – Fone: 85 3486–6496
Genesis: Rua Antônio Augusto, 1271 – Aldeota – Fone: 85 3226–8083

Disque Evidence

0800 280 4600

Receita via WhatsApp

Regiões Sul e Sudeste:

11 9 9937 6847

Regiões Centro-oeste, Nordeste e Norte:

85 9 9818 0076