EnglishPortuguêsEspañol
Postado em 08/03/2022
Por que você deve se concentrar em movimentos durante seus treinos?
Por que você deve se concentrar em movimentos durante seus treinos?

Da próxima vez que você ver uma criança se abaixar para pegar algo, preste atenção na maneira como ela faz isso: os calcanhares permanecem retos, a bunda no chão, o peito para cima e as costas arqueadas. Essencialmente, eles estão exibindo um agachamento perfeito – e eles fazem isso instintivamente.

No entanto, quando um adulto saudável faz a mesma tarefa, na maioria das vezes envolve dobrar os quadris, arredondar as costas e colocar a coluna em uma posição comprometida. A principal lição aqui: essa criança está exibindo um movimento primordial e fundamental que nossos corpos são literalmente projetados para realizar.

Mas em breve, essa criança será colocada na escola, onde provavelmente passará várias horas por dia em uma cadeira. Assim começa uma longa vida passada sentado, e aqueles movimentos que antes pareciam instintivos começam a se tornar extrínsecos.

Cinesiologia (a disciplina acadêmica que orienta nossa compreensão do exercício) é o estudo dos movimentos — não o estudo dos músculos. Mas em algum lugar ao longo do caminho, nossa abordagem ao exercício mudou da primeira para a segunda. E essa abordagem focada nos músculos pode ser o que está impedindo você de alcançar seus objetivos.

 

  • O caso para mudar para padrões de movimento.

 

Não muito tempo atrás, levantar pesos era realmente muito incomum. Mas por volta de meados do século 20, nosso conhecimento sobre o desempenho humano evoluiu e ficou claro que o treinamento de resistência era a chave para otimizá-lo. Hoje em dia, o treinamento com pesos passou de obscuro para onipresente, passando dos esportes profissionais para o mainstream.

Mas enquanto atletas experientes treinam para se tornarem mais eficientes em um determinado movimento, a indústria do “fitness” de hoje prioriza os músculos que estão realizando esses movimentos – pense em bíceps, tríceps, quadríceps, glúteos etc. empurrão horizontal, dobradiça do quadril, flexão anti-lateral – você alcançará seus objetivos com mais rapidez e eficiência. Sem mencionar que é mais provável que você evite lesões porque esses movimentos são os mais naturais para nós.

 

 

  • Como aproveitar melhor seus treinos.

 

Então, como você aplica isso à sua própria rotina de exercícios? Essa parte é simples. Literalmente reduza cada exercício ao seu padrão básico de movimento humano – pense em “pressionar verticalmente” em vez de “ombros”; pense em “dobradiça do quadril” em vez de “levantamento terra”.

Um exemplo de treino de corpo inteiro que coloca esse princípio em ação:

Parte I: Flexão do quadril

  • Agachamento com halteres: 3 séries de 10 repetições
  • Agachamento búlgaro: 3 séries de 12 repetições (cada perna)
  • Step-up com halteres de caixa alta: 3 séries de 12 repetições (cada perna)

Parte II: Empurrar/puxar horizontal

  • Pressão de peito com um braço deitado: 3 séries de 10 repetições (cada braço)
  • Remada dobrada de braço único: 3 séries de 12 repetições (cada braço)
  • (Circuito) supino com banda de resistência em pé + remada com banda de resistência em pé: 3 séries de 12 repetições cada

 

Isso não é nada muito diferente da sua rotina normal, mas se você puder mudar sua mentalidade para pensar nesses exercícios como um padrão de movimento (em vez de direcionar um músculo específico), verá melhores resultados – tanto em termos de saúde quanto de desempenho — a longo prazo, e você estará no caminho certo para atingir seus objetivos.

 

 

 

 

 

Referência

Mind Body Green. Disponível em: <https://www.mindbodygreen.com/articles/why-you-should-focus-on-movement-patterns-during-your-workouts>