Postado em 27/01/2021
Por que você deve parar de contar os macronutrientes da dieta
Por que você deve parar de contar os macronutrientes da dieta

Talvez você conte seus macronutrientes (também conhecidos como os três nutrientes primários que constituem uma dieta saudável, divididos em carboidratos, proteínas e gorduras) com base no número de calorias que você ingere por dia. Muitas vezes, os planos alimentares sugerem várias proporções percentuais – como a dieta mediterrânea , a dieta cetogênica e assim por diante – para que você possa acompanhar seus objetivos específicos de macronutrientes.

Muitos especialistas acreditam que a contagem de macronutrientes pode ajudá-lo a construir um prato equilibrado e saudável. Mas para alguns profissionais de saúde não é dessa maneira.

Por que contar macronutrientes não é tão necessário. 

De acordo com alguns profissionais, os macronutrientes não oferecem necessariamente um panorama geral dos alimentos. “Alimentos não são macronutrientes. Alimentos contêm de tudo”, diz ele. 

É hora de parar de calcular todos os números e medidas e desfrutar da comida por sua simplicidade. “Digamos que você esteja comendo feijão”, acrescenta Davis, médico  “O que é isso? Isso é um carboidrato? É proteína?” A resposta, diz ele, é muito mais simples: é comida. E isso é bom para você!

Isso não significa que as macros em si não importam. É uma boa ideia obter um equilíbrio entre proteínas, gorduras e carboidratos em seu prato. No entanto, Davis observa que não é muito difícil obter esses nutrientes em sua dieta, mesmo que você não esteja monitorando os números por si só. Nossa sociedade enfatiza especialmente a proteína, mas nós já recebemos grandes quantidades durante o dia: “O bom é que a proteína está em quase tudo que comemos, e é muito difícil não obter proteína suficiente na dieta”, diz ele. É por isso que ele não fala sobre proteína com seus pacientes para perder peso: “Nunca mencionei a palavra proteína. Não falamos sobre proteína”. 

Contanto que você coma alimentos integrais e nutritivos, você deve estar ingerindo uma boa quantidade quando se refere aos macronutrientes – mesmo com proteínas. Não há necessidade de calcular toda a refeição. Mas se a sua dieta é repleta de alimentos ultraprocessados, a história é diferente. “Comida com benefício nutricional zero e, ao mesmo tempo, saciedade zero – você come esses alimentos e fica com fome novamente algumas horas depois”, observa ele. Se sua dieta consiste nesses alimentos que aumentam o açúcar no sangue, talvez você precise de outras abordagens em relação a dieta.

A outra advertência, ele observa, é com a fibra: “Não estamos consumindo fibra suficiente e estamos recebendo proteína em excesso”. Esse é o único nutriente que ele diz ser benéfico controlar porque é muito importante obter fibras suficientes em sua dieta. “Vai ser muito difícil para alguém obter fibras apenas de frutas e vegetais. Simplesmente não tem o suficiente.” É por isso que ele enfatiza as fontes vegetais de proteína, que muitas vezes também são repletas de fibras – pense em legumes, feijão e grãos inteiros.

O resumo. 

Embora seja importante ter macronutrientes no prato, medir meticulosamente cada refeição não é tão necessário, diz especialistas. Contanto que você esteja comendo alimentos integrais, nutritivos e diversos.